Uma versão deste artigo foi publicada originalmente no jornal El Mercurio do Chile.

Uma inovação suíça, trazida ao Chile pelo Grupo IST, financiado pelo setor privado, conseguiu reduzir o consumo de água em uma média de 30% e a salinidade do solo em 40%, tanto no Chile como no Peru. Novos e excitantes projetos com abacates, vinhedos e parcerias acadêmicas e institucionais mostram que essa tecnologia pode desempenhar um grande papel no uso sustentável da água durante os próximos anos.

Escassez de água, salinidade e "fazer mais com menos" são alguns dos maiores desafios do nosso tempo. Estas são precisamente as questões que a tecnologia AQUA4D® procura abordar com uma nova abordagem radical. Com base em resultados impressionantes em todo o mundo desde 2004, o Grupo IST do Chile está agora rapidamente implementando a water-smart tecnologia em todo o Chile e na América Latina. "Estamos comprometidos com a eficiência e otimização de todos os processos que utilizam recursos hídricos, em várias indústrias", diz o diretor do IST, Felipe Villarino.

A tecnologia funciona da mesma forma, independentemente dos casos de utilização: alterações físicas subtis na própria água conduzem a uma variedade de efeitos positivos, incluindo a resolução da salinidade na agricultura, sistemas de água mais limpa para os edifícios, o reaproveitamento de áreas urbanas e até mesmo economias significativas de água para a indústria mineira. E tudo isto é feito sem o uso de produtos químicos ou consumíveis, o que significa uma abordagem ao uso da água que é sustentável tanto a curto como a longo prazo.

Na agricultura chilena, até agora tem havido alguns resultados surpreendentes. Na vinícola William Cole, no Vale Casa Blanca, foram observadas +22% de economia de água e uma redução de 28% na condutividade elétrica (CE), resultando em aumentos de rendimento de +15,8% Kg/ha. "Recomendamos Aqua 4D aos agricultores que querem melhorar sua qualidade e produção, gerando eficiência de custos e com uma tecnologia sustentável", diz Martin Weinstein, GM da vinícola.

chile aqua4d william cole instalação

AQUA4D® na Casa Blanca com fornecimento de energia solar

Os resultados impressionantes foram replicados em San Osvaldo, um produtor de cítricos de Coquimbo. Medidas comparativas precisas em 12 meses mostraram uma redução de 37,4% na CE em comparação com o controle, bem como uma redução de 48,1% de cloro problemático no solo.

Tudo isto convenceu um número crescente de produtores a adoptar a tecnologia, incluindo grandes jogadores como a GESEX e a Hortifrut. Além disso, vários projetos de abacate começaram em setembro de 2020, supervisionados por acadêmicos do INACAP e apoiados pelo Comité de Paltas de Chile. "Como uma corporação, estamos comprometidos com a produção sustentável e a otimização de recursos", diz o diretor executivo do Comitê, Francisco Contardo. "Por isso decidimos trabalhar em conjunto com o Grupo IST e a Aqua4D, para transferir tecnologia de última geração para a eficiência e gestão da água".

Com resultados comprovados em todo o mundo e resolvendo vários problemas simultaneamente, a tecnologia AQUA4D® da Suíça está bem posicionada para aliviar os desafios de recursos enfrentados pelo Chile e trazer maior eficiência hídrica para o cultivo desta fruta de grande valor.

Vídeo: Enrique Rebaza (Agrônomo Chefe) explica como o AQUA4D® aumenta a eficiência da água e "cresce mais com menos":

  • Chile

  • Agricultura Water-Smart

  • Irrigação de Precisão

Grupo IST com uma nova instalação da AQUA4D Chile

instalação aqua4d chile

Animação: Como é que a AQUA4D permite poupar água?