Como muitos países da África do Norte, Marrocos enfrenta uma crescente escassez de água e seca. 2020 viu o país enfrentar, não apenas a Covid-19, mas também uma mistura indesejável de altas temperaturas e poucas chuvas. Isto levou à previsões de mais um ano improdutivo para a agricultura marroquina. Felizmente, como em outras regiões com escassez de água, a ajuda está às mãos graças ao crescimento de inovações que aumentam a eficiência na agtech.

Confrontando os maiores desafios na agricultura

Desde 2005, a AQUA4D da Suíça dedica-se a colocar a sua tecnologia onde é mais necessário, isto é, para melhorar a nossa relação com a água e lidar com alguns dos problemas mais persistentes na agricultura irrigada. Esta inovação water-smart funciona com campos de ressonância de muito baixa frequência (VLF - very low frequency) que alteram a própria estrutura física da água, sem o uso de produtos químicos. Isto melhora de forma sustentável a vida biológica do solo, saúde das plantas, e permite a irrigação mesmo com água de má qualidade ou salina. Diversos estudos científicos mostraram que a água tratada com AQUA4D® infiltra mais facilmente nos microporos do solo, aumentando a retenção de água e, portanto, levando à uma irrigação menos frequente (assim, portanto, uma economia de água de dois dígitos). O gráfico seguinte ilustra este processo:

Este mesmo tratamento também atua nos minerais da água, o que significa que i) os nutrientes podem ser absorvidos de forma mais eficaz pela planta e ii) os sais já não se cristalizam na superfície - são lixiviados abaixo da rizosfera, fora da área de perigo. Junto aos solos úmidos mencionados acima, o tratamento possui efeitos surpreendentes nas plantas que não são mais bloqueadas pelo excesso de sais: podendo florescer em seu máximo potencial, com mais raízes peludas e maior crescimento vegetativo

Academicamente verificado, implementado globalmente

No início de 2020, Mohamed Hachicha e colegas da INRGREF (Universidade de Cartago), e INRAE, França, publicaram um artigo que analisava precisamente as mudanças que a AQUA4D® produz na estrutura do solo. A experiência aleatória foi realizada em culturas de cevada espalhadas por 24 vasos com solo reconstituído composto de 26% de argila, 44% de lodo e 30% de areia. Metade das plantas foram irrigadas com água não tratada e a outra metade com AQUA4D®. Os resultados mostraram que a água tratada com AQUA4D® levou ao aumento da porosidade e à melhoria da estrutura do solo, tanto em escala macroscópica como microscópica. O autor do artigo observou que o tratamento com AQUA4D® "provocou a formação de poros maiores, o que levou a uma condutividade hidráulica mais forte do solo e um consequente aumento da drenagem... Estas mudanças modificam o solo como habitat e, portanto, melhoram a atividade biológica da flora e fauna do solo".

Estes resultados baseados em laboratório replicaram os efeitos positivos observados por uma multidão de produtores no mundo real, incluindo diversos projetos recentes em Marrocos.

Vejamos alguns destes projetos em que a AQUA4D tem superado, com sucesso, problemas de irrigação de longa data.

Economia de água em Meknes: Oliveiras

Lutando com o acesso à água de irrigação, este olivicultor de Meknes decidiu trabalhar com o sistema AQUA4D® para ver se ele poderia ajudá-los a economizar no uso da água. Para medir os resultados, duas parcelas idênticas de azeitonas Koroneiki foram escolhidas e irrigadas com um caudal de 21,6 m3/h.

oliveiras marroquinas aqau4d meknes

As parcelas foram medidas com 3x tensímetros Watermark e os dados lidos diariamente às 13h. Os números de agosto à novembro mostraram consistentemente menos água necessária para irrigação, uma vez que os solos permaneciam úmidos por mais tempo:

meknes aqua4d resultados azeitonas

Mohamed Elaissi, da Biodevas Maroc, foi o especialista em horticultura responsável pela pesquisa. Ele observou: "Pode-se concluir que o sistema AQUA4D provou efetivamente a sua capacidade de poupar o consumo de água de rega, com diminuição registradas que variam entre -11% e -29%."

Agadir tomates aqua4d

Salinidade resolvida em Agadir: Tomates cereja

Esta estufa de grande escala em Sidi Bibi cultiva sem solo (substrato de coco) e otimizou muitos processos nos últimos anos, mas ainda enfrentou o problema da água com alta CE (2,5 mS/cm). AQUA4D® foi contratada para superar este problema enquanto ainda usava a mesma fonte de água. Ao mesmo tempo, foi realizado um estudo comparativo para verificar o efeito sobre a CE, peso da fruta e grau Brix. Os resultados mostraram uma diminuição de 13% na CE, que teve efeitos surpreendentes sobre os frutos: os tomates tratados tiveram uma taxa de Brix 7% mais elevada e também foram, em média, 7% maiores.

biodevas aqua4d

Como consequência de tudo isto, os ganhos de rendimento acrescidos do sistema AQUA4D® foram estimados em +7322 kg por hectare, trazendo um retorno do investimento em 4 meses.

Aumento dos rendimentos em Settat: Limões

Quando o proprietário desta plantação começou a plantar os seus limoeiros, foi aconselhado a não o fazer devido a problemas de água e salinidade da fonte de água. No entanto, ele tinha a certeza que havia uma solução, e uma busca levou-o à AQUA4D e ao Mohamed Elaissi, sediado em Marrocos.

A água de rega era de fato de má qualidade, com uma CE de 3,51 mS/cm, e contendo 18,6 mEq/L de sódio e 18,8 mEq/L de cloro. Entretanto, o tratamento com AQUA4D foi capaz de reduzir estes números para quantidades controláveis (veja acima e aqui para mais detalhes).

Os efeitos sobre a produtividade foram espantosos. Antes da instalação, o rendimento por árvore era de apenas 15kg. Os últimos resultados mostraram um rendimento de 60kg em árvores com 7 anos, além da ausência total de queimaduras foliares, ou cristalização de sais no nível do solo. Elaissi comenta: "Na minha última visita, o agricultor disse-me que tornou a sua plantação rentável e que está a começar a gerar lucros significativos."

Conclusão

Os resultados comprovados de AQUA4D em uma grande variedade de culturas em Marrocos mostram que esta inovação water-smart tem um enorme potencial para superar os problemas de salinidade e escassez de água no país. Além disso, estas soluções podem ser alcançadas ao mesmo tempo que proporcionam aos agricultores um rápido retorno sobre o investimento - um aspecto importante nestes tempos incertos.

Nas palavras do Prof. Hachicha et al da INRGREF (Universidade de Cartago), "No contexto da agricultura moderna, orgânica e sustentável, recomendamos a AQUA4D® porque é considerada uma tecnologia valiosa, segura, prática e econômica".

Mais informações:

www.aqua4d-irrigation.com

Mohamed ELAISSI: https://biodevas.fr/, LinkedIn

  • África do Norte

  • Marrocos

  • Eficiência de Água

  • Agricultura Sustentável

Solucionando salinidade nestes limoeiros levou a um aumento de rendimento em 60kg por árvore.

AQUA4D no Le Temps Suíça